Diz-se que Heráclito assim teria respondido aos estrangeiros vindos na intenção de observá-lo. Ao chegarem, viram-no aquecendo-se junto ao fogo. Ali permaneceram, de pé, (impressionados sobretudo porque) ele os encorajou a entrar, pronunciando as seguintes palavras: 'Mesmo aqui, os deuses também estão presentes'. (Aristóteles. De part. anim. , A5 645a 17ff).

quinta-feira, novembro 25, 2010

Rastreamento da parábola como gênero literário evidencia suas funções didáticas e retóricas

 

parábola

 

As parábolas, como gênero literário, se consolidaram com os textos bíblicos do Novo Testamento, mas escritos com formatos semelhantes podem ser encontrados desde a Antiguidade Clássica. No lançamento O gênero da parábola, da Editora Unesp, o pesquisador Marco Antônio Domingues Sant'Anna reconstrói o percurso dessa estrutura literária desde as sugestões encontradas na Ilíada e na Odisseia, de Homero, até a sua utilização por autores como Kafka, Brecht e Kierkegaard.

O livro preenche uma lacuna nos estudos acadêmicos e de teoria literária, que possuem número reduzido de títulos relacionados a este gênero. O rastreamento conduzido por Domingues Sant'Anna considera a origem etimológica do termo "parábola", bem como algumas menções que o aproximam de um recurso de retórica nas obras de Aristóteles e de Quintiliano. Embora o autor avalie o gênero como propiciador de enriquecimento para o discurso persuasivo, ele destaca sua especificidade e prevalência, ao longo dos tempos, firmando-se como gênero literário.

Produzida a partir de estudos realizados para as teses de doutorado e pós-doutorado do autor, a obra apresenta as características da parábola - narrativa curta, amimética e literária - em estreita conexão com sua função didática. Nos capítulos finais, é proposto um modelo de análise para os textos parabólicos, que tece um interessante comparativo entre as parábolas bíblicas e suas versões modernas.

Sobre o autor - Marco Antônio Domingues Sant'Anna possui graduação em Teologia (1980) pelo Seminário Bíblico Palavra da Vida, graduação (1985), mestrado (1992) e doutorado (1998) em Letras pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp). É pós-doutorado em Literatura pela Universidade de Bristol (Inglaterra). Atualmente é professor-assistente da Unesp, atuando principalmente nos seguintes temas: leitura, língua portuguesa, gêneros do discurso, variabilidade linguística, aquisição da linguagem e aspectos cognitivos.

Título: O gênero da parábola

Autor: Marco Antônio Domingues Sant'Anna

Páginas: 316

Formato: 14 x 21 cm

Preço: R$ 45,00

ISBN: 978-85-393-0011-2

Data de publicação: 2010

Os livros da Fundação Editora da Unesp podem ser adquiridos pelo telefone (11) 3107-2623 ou pelos sites: www.editoraunesp.com.br ou www.livrariaunesp.com.br

Fonte: Editora UNESP

Seguindo a dica do amigo Paulo Suzuki, São Paulo.

1 comentários:

jefhcardoso disse...

Olá Augusto Araújo!
Muito interessante esse livro!
Lembrei-me de minha esposa. Há algum tempo ela me disse que seria necessário conhecer da Grécia Antiga ao Império Romano para entender melhor a bíblia.
Acho que acabei de encontrar meu presente de Natal para ela! (sorrio)
Se tiver curiosidade já postei “Afinal, a cruel vingança do Senhor Inácio”
Espero que goste. Jefhcardoso do
http://jefhcardoso.blogspot.com

“O tempo é uma ilusão que traz em si a mais dura realidade, a finitude” (Jefhcardoso)